Geadas Argentinas qual o efeito no Brasil?

Por: IBRAFE,

4 de junho de 2024

Responsive image
Nas fontes, há pouca oferta e alguns negócios não saem por conta da disparidade entre o valor alvo do comprador e o preço que o produtor tem por objetivo. Notícias veiculadas ontem pela Secretaria de Agricultura do Paraná indicam que a estiagem, a mosca branca e o excesso de chuvas podem ter custado 10% a 15% das 774 mil toneladas.
Estima-se que as perdas tenham ocorrido de forma proporcional entre o Feijão-preto e o Feijão-carioca. Se for assim, alcançaremos 227 mil toneladas de Feijão-carioca, o que representa uma queda de 11,2% em relação ao ano passado, quando chegou a 256 mil toneladas. Quanto ao Feijão-preto, a última previsão é de 214 mil toneladas a mais do que a safra do ano passado, totalizando 472,8 mil toneladas. Ainda não foram avaliadas as perdas totais devido às diversas intempéries.
Na Argentina, houve...

Mais
Boletins

Semana começa com queda de preços nas fontes
23/07/2024

Produtores armazenam olhando para o final do ano
22/07/2024

Goianos dão um basta
19/07/2024

Perdas em São Paulo não impedem recuo nos preços do Feijão-carioca
18/07/2024

Preço mínimo do Feijão desestimula o plantio
17/07/2024