Novas apostas em Feijão-preto com risco

Por: IBRAFE,

28 de fevereiro de 2024

Responsive image
mercado de Feijão-preto no Paraná continua a apresentar estabilidade, porém ainda com um longo período até a próxima colheita, que está prevista para daqui a cerca de 60 dias. Essa consistência é um reflexo do baixo estoque desde o ano passado. Vamos observar as consequências dessa situação nos detalhes adicionais:
 
1.  Preços Recordes:
   - Durante o mês de fevereiro, os investidores liquidado  suas posições no mercado de Feijão-preto. No entanto, eles não estão recomprando, principalmente devido aos preços em patamar recorde. Compreendem que é arriscado apostar em compras no atual patamar, mesmo considerando a possibilidade de alguma valorização  antes da colheita da segunda safra. Atualmente, a saca de Feijão-preto está cotada em torno de R$ 400 FOB fazenda no Paraná e os poucos produtores experientes que tem produto tratam de não perder negócios. 
 
2. Feijão-carioca e Oferta em Minas Gerais:
   - O Feijão-carioca, por sua vez, enfrenta...

Mais
Boletins

IBRAFE é recebido por Pedro Lupion
17/05/2024

Vem aí índice de Feijão CNA CEPEA
16/05/2024

Colheita e vendas avançam rápido
15/05/2024

Racionar Feijão é desnecessário
14/05/2024

Paraná segue como principal fonte de produção em maio
13/05/2024