Feijão com pão? Conheça o tradicional (e reforçado) café da manhã inglês

Por: IBRAFE,

27 de outubro de 2022

Responsive image

Para quem visita o Reino Unido, experimentar o tradicional café da manhã britânico é uma experiência tão imperdível quanto visitar o Big Ben. Especialmente para os brasileiros, acostumados a começar o dia com pão na chapa e café com leite, o "full english breakfast" parece um exagero, mas pode surpreender.

Via de regra, o café da manhã inglês completo é um prato forrado com ovos, bacon, torradas, tomates e cogumelos assados, salsichas, chouriço e Feijão cozido. Para beber, costuma-se servir café, leite, chá e suco de laranja.

Os ingredientes do minibanquete matinal podem variar dependendo da região da Grã-Bretanha que você estiver, todavia, o ponto em comum do prato é quase sempre a alta quantidade de calorias, em média 850, e a história secular por trás da refeição.

"Para nós britânicos, tomar um bom café da manhã é a melhor maneira de começar um dia produtivo. No trabalho, dificilmente temos tempo para almoçar adequadamente", explica Guise Bule, fundador da The English Breakfast Society, uma organização cultural dedicada à história e herança do café da manhã inglês.

Banquete logo cedo

De acordo com a fundação que reúne amantes do café da manhã britânico de todo o mundo, as origens do "pequeno-almoço" remontam a uma elite rural conhecida como "gentry", formada por grandes latifundiários ingleses dos séculos 14 e 15 que não tinham título de nobreza, mas se inspiravam nela.

Imitando uma nobreza acostumada a oferecer grandes banquetes pela manhã e abraçando os hábitos de hospitalidade anglo-saxões, os "gentry" começaram a consumir cafés da manhã para lá de fartos antes de saírem de casa para caçar.

Como forma de mostrar riqueza, esses latifundiários ingleses também recebiam seus convidados com refeições matinais com diversos tipos de carnes, pães, legumes e tudo mais o que produziam em suas terras.

"Sustança" à inglesa

Apesar de o café da manhã britânico com os ingredientes que conhecemos hoje não ser igual o daquela época, o hábito de comer muita quantidade logo pela manhã começou com os "gentrys" e atravessou séculos.

Foi durante o reinado da Rainha Vitória (1876-1901), no contexto da Revolução Industrial e do Império Britânico, que o café da manhã inglês furou a bolha dos latifundiários e começou a ser consumido por comerciantes, empresários e trabalhadores de fábrica.

''O café da manhã inglês alimentou a revolução industrial. O trabalho manual daquela época exigia muitas calorias logo pela manhã", explica Bule, que é também autor do livro "English Breakfast Handbook" (sem tradução no Brasil).

Já às vésperas da Primeira Guerra Mundial, durante o reinado do filho-sucessor de Vitória, o Rei Eduardo 7º (1901-1910), o café da manhã britânico ganhou a cara que tem até hoje, incluindo uma generosa porção de Feijão para dar liga ao prato — a maior parte dos ingredientes são secos — e para segurar a fome de quem o saboreia por mais tempo.

Com os ingredientes padronizados, a refeição passou a ser servida em hotéis e restaurantes e foi difundida como uma tradição entre as famílias britânicas e os trabalhadores que faziam trabalho braçal pesado. "O café da manhã inglês se espalhou rapidamente por todo o Reino Unido nessa época. As classes médias começaram a comer o café da manhã inglês completo no dia a dia antes de ir trabalhar", diz Bule.

Tradição quase perdida

Apesar de estar presente em quase todos os cardápios de cafés e restaurantes ingleses e de ser paixão nacional no Reino Unido, o tradicional café da manhã britânico não faz mais parte do cotidiano das famílias.

A explicação é que a refeição é muito pesada e calórica para os tipos de trabalho que a maior parte dos britânicos possuem hoje em dia.

"Nossa economia é baseada em serviços. Não fazemos mais trabalho manual suficiente para justificar um café da manhã completo diariamente. A maioria dos ingleses se mimam com o café completo uma ou duas vezes por semana", finaliza Bule.

Fonte: https://www.uol.com.br/nossa/noticias/redacao/2022/10/22/feijao-com-pao-conheca-o-tradicional-e-reforcado-cafe-da-manha-ingles.htm

 

Mais
Artigos

Nova Resolução sobre Rotulagem Nutricional - RDC 429/2020
07/12/2022

Cenário brasileiro do Feijão-caupi
30/11/2022

Como alimentar 8 bilhões de pessoas?
29/11/2022

Prêmio Nobel elogia agricultura brasileira, que pode servir de exemplo para África
17/11/2022

SÃO PAULO, SP (AGÊNCIA BRASIL) - O estande do Brasil na 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP27) recebeu nesta quarta-feira (16) Rattan Lal, ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2007.

Área de plantio de arroz e Feijão encolheu mais de 30% em 16 anos, com o avanço da soja e do milho
16/11/2022

Grãos que ganharam mais espaço são voltados à exportação; trigo também começa a ser cotado para substituir territórios dos dois alimentos básicos.