Variação de preço no varejo chega a 100%

Por: IBRAFE,

3 de outubro de 2023

Responsive image

É enorme a diferença de preços dos Feijões no varejo. Em uma mesma cidade é possível encontrar diferenças de até 100%. Obviamente os menores preços ocorrem em lojas localizadas em regiões com grande diferença do perfil econômico dos consumidores. Este fenômeno sempre ocorreu, mas raras vezes chamou tanto a atenção. Assim como pode ser encontrado Feijão-carioca nota 8 por menos de R$ 4 por quilo também se encontra na mesma cidade outra marca sendo vendido a R$ 8 ou até mais. O perfil do consumidor determina o preço. Isto já ocorre com outros produtos. Não é incomum encontrar marcas tradicionais de produtos de limpeza por exemplo com diferenças em uma mesma rede de supermercados. Os preços cada vez mais dependem do perfil do consumidor. 
É sabido que há um perfil da população que tanto faz o preço consome da mesma forma. Outro, porém, as diferenças determinam o volume vendido. Basta R$ 0,50 a menos para se tornar a marca favorita em determinado momento. 
Ontem o mercado nas fontes seguiu com o impasse cada vez mais evidente. Produtores capitalizados com produto armazenado base Minas Gerais esperam pacientemente pelo menos R$ 220 para voltar as vendas. Este nível até acaba sendo alcançado por produto com umidade acima de 13 / 14 %. No Feijão-preto a disputa no fardo está acirrada em praças como no Rio de Janeiro com variação enorme da qualidade. Nas fontes raros negócios ocorrem entre R$ 250/270 para produto nacional e R$ 280/290 para Feijão argentino.

Mais
Boletins

Preço mínimo do Feijão desestimula o plantio
17/07/2024

Produtores buscam compradores
16/07/2024

Mercado segue com acelera e freia
15/07/2024

CONAB superestima a safra de Feijão deste ano
12/07/2024

Depois de uma terça-feira agitada voltou a calma no mercado
11/07/2024