Mesmo com poucos negócios os preços não cedem

Por: IBRAFE,

23 de novembro de 2023

Responsive image

Os produtores de Feijão estão testando o limite dos empacotadores, pedindo R$ 5 ou R$ 10 a mais a cada novo contato. Ontem, em alguns polos de produção paulista, alguns poucos negócios reportados ultrapassaram os R$ 300, mesmo sem chuvas e com poucos compradores. O patamar de preços está sendo mantido em Minas Gerais e Goiás, onde há pouca demanda, mas quando ocorre algum negócio, o valor é gradativamente majorado. A sensação é que jamais houve um novembro com tão pouca oferta de Feijão-preto. Diferentemente do Feijão-carioca, que tem produto...

Mais
Boletins

La Niña pior em 70 anos
23/02/2024

Feijão-carioca ganha mais espaço nos pratos
22/02/2024

O TÊNUE EQUILÍBRIO deste momento
21/02/2024

Mercado Firme com boa procura para os raros lotes nota 8,5 ou melhor
20/02/2024

Mercado Firme para os Feijões
19/02/2024