Índia e GPC debatem crescimento no consumo e políticas no setor de Pulses

Por: Pulse POD,

13 de junho de 2024

Responsive image

Em um encontro dinâmico com membros do conselho do Global Pulse Confederation (GPC) e líderes de associações nacionais, o presidente do GPC, Vijay Iyengar, e a secretária de Assuntos do Consumidor da Índia, Nidhi Khare, discutiram o crescente consumo de leguminosas no país, mudanças políticas e oportunidades para o comércio internacional. A conversa foi moderada pelo diretor geral adicional da GPC e da Nafed, Sunil Kumar Singh.

A Secretária Khare destacou os esforços do Departamento de Assuntos do Consumidor para equilibrar a oferta e a demanda de leguminosas, visando atender às necessidades nutricionais de cerca de 80 milhões de famílias indianas. Com a redução dos direitos de importação de três grandes leguminosas, Khare enfatizou a oportunidade para os países do hemisfério sul ajustarem suas plantações, enquanto alertava para a necessidade de reciprocidade e evitar exploração desnecessária.

Khare também mencionou a relação de confiança com países africanos e Mianmar, que têm se mostrado parceiros estáveis na importação de leguminosas. Ela ressaltou que, embora a Índia busque autossuficiência até 2027, a demanda por leguminosas continuará a crescer.

Perspectiva e Desafios

Iyengar elogiou o governo indiano pela clareza em suas políticas, que têm ajudado a indústria global a atender às necessidades da Índia. Ele também destacou os desafios enfrentados pela indústria devido às altas taxas de juros e ao aumento dos custos de frete, exacerbados por conflitos globais.

A discussão abordou a variabilidade nos números de produção e consumo de leguminosas, com Khare admitindo a complexidade devido às variações sazonais e regionais. Ela expressou o desejo de melhorar os dados sobre produção em colaboração com o Departamento de Agricultura, para sinalizar melhor os agricultores.

O presidente do Grains Australia Pulses Council, Peter Wilson relatou que os agricultores australianos estão se preparando para atender à demanda indiana por grão-de-bico desi, embora a produção dependa da disponibilidade de sementes. Outros membros da indústria expressaram otimismo em relação à capacidade de resposta às necessidades indianas, apesar dos desafios climáticos e logísticos.

Discussões sobre preços elevados na África Oriental e em Mianmar levaram à análise de Iyengar sobre a influência das importações indianas nos mercados internacionais. Ele destacou a importância de políticas claras e de longo prazo para permitir que os agricultores respondam adequadamente às demandas de mercado.

Representantes de Mianmar e da Tanzânia discutiram suas produções e desafios, com pedidos de políticas estáveis e apoio logístico para facilitar as exportações para a Índia. Shyam Narsaria, da Overseas Agro Traders Association Myanmar, pediu políticas de longo prazo para aumentar a produção de Feijão-bóer e mungo verde.

Will Watchorn, da Viterra, enfatizou a importância de uma política de importação estável para aumentar a oferta global de leguminosas. Ele apontou que mudanças políticas abruptas dificultam o planejamento agrícola. Representantes dos Estados Unidos  também solicitaram a redução das tarifas para leguminosas específicas, como a ervilha verde e o grão-de-bico kabuli, para incentivar os agricultores.

O presidente do GPC concluiu a reunião expressando satisfação pela interação produtiva e pelo compartilhamento de prioridades e contribuições para políticas. Ele reafirmou o compromisso da entidade em fornecer informações precisas sobre a produção global, destacando a importância de uma comunicação clara entre governo e indústria para atender às crescentes necessidades da Índia.

Essa reunião reforça o compromisso da Índia em garantir a segurança alimentar e nutricional de sua população enquanto mantém uma relação equilibrada com parceiros comerciais internacionais.

 

Com informações de Pulse POD

https://pulsepod.globalpulses.com/pod-feed/post/india-is-on-a-growth-path-a-conversation-between-president-iyengar-and-secretary-khare-of-india-ministry-of-consumer-affairs

Mais
Notícias

Canarana teria se tornado o maior produtor mundial de gergelim
19/07/2024

Pato Branco/PR plantou menos área de milho e mais Feijão, mas produtividade do cereal foi maior do que a do grão
19/07/2024