Quais são os desafios na produção de Feijão-mungo?

Por: Fernanda C. Silva,

24 de mar�o de 2023

Responsive image

Os preços mundiais do Feijão-mungo são largamente determinados pelo volume de produção e qualidade das safras na China e em Mianmar e, como resultado, estão constantemente respondendo a problemas de abastecimento nesses países exportadores. As tendências de preços geralmente ficam evidentes em dezembro, quando a colheita da safra chinesa se aproxima do fim e tanto o volume quanto a qualidade da produção naquele país são mais aparentes.

 

No Brasil, as Pulses e as Colheitas Especiais são produzidas em maior parte na segunda safra, após o plantio de soja.

 

 

Quais são os desafios na produção de Feijão-mungo?

Chuvas imprevisíveis

De fato, a quantidade de chuva necessária para produzir Feijão-mungo é menor do que a precipitação mínima exigida para outras culturas. No entanto, a quantidade e a distribuição das chuvas são irregulares e, por vezes, desfavoráveis para a produção de Feijão-mungo.

 

Prevalência de pragas e doenças

Outro desafio crítico da produção de Feijão-mungo está relacionado a pragas e doenças. Portanto, essas pragas e doenças da cultura afetariam a produtividade e a qualidade do Feijão-mungo. Este problema pode ser grave quando a disponibilidade de pesticidas é limitada.

 

Falta de fornecimento de insumos e desenvolvimento

A produção é altamente dependente de insumos melhorados, como sementes, fertilizantes, etc. No entanto, se os institutos de pesquisa agrícola fizerem esforços mínimos para aumentar as variedades de commodities, isso dificulta o desempenho e avanço na produção.

 

Falta de armazenamento e manuseio adequados

É essencial focar na melhoria das atividades pós-colheita, como coleta, armazenamento e manuseio, para melhorar a qualidade do Feijão-mungo. Isso, por sua vez, ajuda os agricultores a terem um poder de barganha substancial no mercado e melhores retornos de mercado.

 

 

 

Quais são os desafios de marketing do Feijão-mungo?

Baixo nível de consumo local

O nível de consumo de uma determinada mercadoria é um dos fatores determinantes para sua produção. No entanto, o nível de consumo é impulsionado por outros aspectos, como o valor da mercadoria e o conhecimento desse valor pelos consumidores e outros.

 

Cadeia de mercado inadequada

Uma Pulse bem-sucedida e sustentável pressupõe que os atores da cadeia de valor estejam bem integrados e funcionem como um sistema unificado de forma a maximizar o bem-estar de todos os atores envolvidos, desde a produção até o consumo.

 

Falta de informações de mercado

Agricultores e comerciantes que não conseguem acessar informações regulares do mercado é considerado um grande problema no desenvolvimento de planos de marketing e na descoberta de preços. Essa falta de informação tem aumentado tanto os custos de transação quanto a resistência à assunção de riscos.

 

Impulsividade de preço

Mudanças nos preços e na demanda por commodities pode levar a um aumento do risco e da volatilidade nos preços e nos volumes dos produtos negociadas.

 

Falta de comprometimento das partes interessadas

A falta de apoio suficiente das autoridades para formalizar as atividades comerciais reduz a incerteza no mercado para vantagem do agricultor e da comunidade comercial.

 

 

Nossos competidores no mercado externo

Informações sobre os desafios, como também qualidade e processos de produção de outros países são importantes para realização de estratégias de mercado e se preparar para as aberturas de mercado.

Esses desafios mencionados acima, por exemplo, são enfrentados em países como a Etiópia, um dos principais competidores no mercado internacional com o Brasil.

 

Já na Austrália a história é outra. Atualmente, o Feijão-mungo australiano é considerado o mais higiênico e seguro disponível. Grande parte do sucesso de exportação da indústria australiana de Feijão-mungo pode ser atribuída às medidas cuidadosas e rigorosas que a indústria empreendeu para fornecer produtos da mais alta qualidade.

 

Na Austrália, o Feijão-mungo se encaixa bem em áreas de produção de cereais de inverno ou áreas de cultivo de verão. Isso porque elas ajudam a quebrar os ciclos de doenças, particularmente, de doenças de raízes dos cereais e podridões da coroa, e também melhoram a estrutura do solo. Outro benefício também é que o Feijão-mungo querer uma menor exigência em fertilizantes em comparação com outras culturas de verão, pelo fato de ser uma leguminosa e fixar nitrogênio. O resultado final é um solo mais saudável e maior produtividade da próxima cultura de cereal. Além disso, o Feijão-mungo por ser uma cultura de ciclo rápido pode ser frequentemente encaixado entre as outras culturas de verão. Neste país se produz em duas janelas de plantio: safra de primavera (setembro-outubro); ou safra de verão (dezembro-janeiro). O ciclo tem sido em média 70-80 dias.

 

Se a safra australiana de Feijão-mungo fosse acumulada como uma mercadoria a granel, toda a safra seria rebaixada para a qualidade mais baixa, resultando em retornos mais baixos para a maioria dos produtores. Por outro lado, é importante reconhecer que os compradores estrangeiros geralmente preferem receber a entrega por um período prolongado para se adequar ao seu padrão de uso. Por causa disso, a produção total de Feijão-mungo da Austrália pode levar seis meses ou mais para classificar, ensacar e exportar. Embora isso possa ser frustrante, é benéfico para a indústria oferecer uma entrega diferenciada para compradores estrangeiros.

 

Se os produtores exigirem remessa e pagamento imediatos, eles devem notificar o estabelecimento registrado de processamento escolhido antes da entrega. Deve-se observar que o envio e o pagamento imediatos podem ter um efeito adverso nos valores, principalmente se houver grandes quantidades sendo oferecidas no mercado naquele momento.

  

Para aumentar a confiança do produtor, a Australian Mungbean Association (AMA) incentiva a uniformidade nos processos de embalagem e comercialização. A implementação de um Código de Prática para os membros do Estabelecimento de Processamento de Feijão-mungo Registrado da AMA apoia isso. Também, os estabelecimentos de processamento registrados da AMA procuram fornecer aos produtores informações vitais de marketing e um serviço premium.

 

Principais fontes: Tridge, AMA, GPC.

 

 

 

 

Mais
Artigos

MISSÃO COMERCIAL – EXPO ANTAD
05/02/2024

IBRAFE Realizará missão com exportadores de Gergelim e Pulses para o México

Por que ele tem esse nome se não é do Rio?
22/01/2024

Feijão-carioca vira tema do BBB: "Por que se chama carioca se eles não comem lá?"

Agricultura Irrigada Brasileira - Potencial Sustentável para o Feijão e Desafios Futuros
25/08/2023

Projeto busca conscientização e voluntariado
25/08/2023

Foco são os praticantes de musculação que fazem uso excessivo de suplementos

Sustentabilidade e lucro
18/08/2023

Foco em manejos sustentáveis une diversos benefícios para produtores